03mai
By: smartgreen ligado: maio 03, 2019 In: Notícias Comments: 0

O governo francês, por meio da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), selecionou três capitais brasileiras para investir em programas de cidades inteligentes. Ao lado de São Paulo e Recife, Curitiba também foi uma das cidades escolhidas. A capital paranaense receberá R$ 1,34 milhão.

Os recursos de fundo perdido são do Fundo de Expertise e Intercâmbio de Experiências (FEXTE), da AFD, e serão utilizados para auxiliar no desenvolvimento de análises e soluções para mobilidade elétrica, gestão urbana e big data

O gerente de projetos da Agência Francesa para o Brasil, Rogério de Paula Barbosa, destaca a importância de mais esta parceria com Curitiba. Ele também acompanha a finalização do Programa de Recuperação Ambiental e Ampliação da Capacidade da Rede Integrada de Transporte do Município de Curitiba, desenvolvido com recursos da instituição em parceria com o município, e o andamento do projeto do Bairro Novo da Caximba, um dos pontos de interesse de financiamento pela AFD.

Cada componente do programa tem um investimento estimado, objeto e tempo de desenvolvimento. Na capacitação no campo da Mobilidade Elétrica e Conectada estão previstos investimentos € 135 mil (cerca de R$ 592 mil) em estudos que visam à migração do atual sistema de transporte para um modelo de propulsão com energias limpas e gestão da operação moderna com o uso de aplicativos e o aprimoramento do gerenciamento dos dados. O prazo de execução é de 160 dias, envolvendo a realização de oficinas, estudos de viabilidade, seminários e visitas técnicas.

Para a plataforma de Gestão Urbana os investimentos giram em torno de € 100 mil (cerca de R$ 439 mil) para um treinamento com prazo estimado de 115 dias. O escopo do projeto está na modernização dos Centros de Comando e Operação com a implantação de plataformas de gerenciamento multi-especialidades, possibilitando a integração dos dados e a interoperabilidade dos serviços.

Em Big Data a capacitação visa a proporcionar ao município o avanço nas estratégias de smart city com vistas ao estudo e entendimento dos dados disponíveis e a sua aplicação no aprimoramento da gestão dos serviços públicos. O investimento previsto para este campo é de € 70 mil (cerca de R$ 307 mil) com tempo de finalização de oficinas previsto em 55 dias.

 

Fonte: Gazeta do Povo

Trackback URL: http://www.smartgreen.net/wordpress/governo-frances-escolhe-curitiba-para-investir-em-solucoes-de-cidades-inteligentes/trackback/